quarta-feira, 27 de abril de 2011

Dia da Educação


Por Rosilda Moroso (Sissa)

A frase: “a educação começa em casa” é bastante conhecida por todos, porque educação não acontece somente na escola, quando falamos em educação logo vem à mente, uma escola, com professores, alunos, livros, sala de aula...


A função da educação é muito mais da família e da sociedade do que da escola, porque a escola sozinha não pode dar conta de toda esta responsabilidade, a de educar, de ensinar e aprender.

Segundo o dicionário Aurélio, educação é: "processo de desenvolvimento da capacidade física, intelectual ou moral da criança e do ser humano em geral, visando à sua melhor integração individual e social".

Todos devem pensar na função social da escola nos dias atuais, que não tem mais os pressupostos e nem a pedagogia de antes. O mundo gira e muito rápido e a escola não está podendo acompanhar este giro!

A responsabilidade da família não pode ser passada para outra instituição! Cada entidade seja ideológica ou não tem a sua missão, mas tem gente falhando, na tarefa de educar.

Einstein dizia: “A única coisa que interfere com meu aprendizado é a minha educação". Então fica claro, que as duas coisas são diferentes, aprendizagem acontece em qualquer lugar até na escola, mas educação começa com a família, que é a primeira instituição da criança. Mesmo que as famílias também são mais as mesmas, é o local de início da criação para qualquer ser humano.

A educação religiosa é para outra instituição.Todas as famílias, independentemente da sua formação nuclear ou não, processa uma fé e esta atividade será também forte na formação moral e educacional da criança.

Quando Pitágoras no século V, disse "Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos.", estava falando na educação familiar, pois a família vai colher os frutos que plantou na educação dos seus.

Acredito que a educação familiar deveria ser completada pela escola, tendo as duas entidades, a finalidade sugerida por Jean Piaget: "A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe."

Um comentário:

  1. Oi, Sissa! Coloquei um comentário mas em postagem antiga, pois abri nas primeiras páginas, onde fala da posse da academia.dá uma espiadinha. Até...Janice.

    ResponderExcluir